Pesquisar este blog

16 de jul de 2007

POEMAS DE LAURA FREIRE


AUSÊNCIA


Silêncio inóspito!

Na guerra da ausência de tua pele.

De todo o teu perfeito corpo

Nas descrentes manhãs, eu desacordada.

Pois o amor penetrava o sol para o resto do dia.

E eu trazia em minha mente somente tu.

Perseguição abençoada: teu nome.

O significativo nome do prazer

E do bem que me fizeste.
_ Quase que esqueço de mim.



A FLOR NARCISO

Olhos de céu
Beleza sacra
O som de tua voz
Pureza rara

Sonhos vão, tu ficas…

Olhos de santo
Verdade certa
E a dor cessa
A mordida sara

Olhos de ti
Fim da tristeza
No pulsar a certeza
Da ternura sábia

Risos vãos, tu… sonhos.

...............

Visite o site da nossa querida confreira Laura Freire (www.laurarodrigues.com), que atualmente reside na Finlândia, mas não esquece o calor do Amapá e a exuberância do rio Amazonas.

Nenhum comentário: